O INÍCIO DA CAMINHADA

Foi no outono de 1976, quando a natureza despia suas folhas num convite à renovação, que um grupo pequenino de pessoas, liderado pelo casal Paulo Sérgio e Maria Cristina, lançaram-se a essa semeadura cheia de promessas, fazendo nascer o Núcleo de Estudos Espíritas Paz e Renovação. Eram amigos do Grupo Espírita Leôncio de Albuquerque (GELA) e da União da Mocidade Espírita de Niterói (UMEN) que fortaleciam seus sonhos cristãos, nas manhãs de domingo em Itacoatiara.

O coração de Paulo Sérgio buscou como mentor espiritual do grupo, Antônio Luís Saião, trabalhador espírita que no final do século XIX, lutou incansavelmente pela união dos espíritas e pelo aspecto religioso do espiritismo, em terras brasileiras, junto aos pioneiros Dr. Bezerra de Menezes e Bittencourt Sampaio.

Após 15 meses, por motivos de força maior, o Grupo de Estudos fundiu-se com o Culto do Evangelho no Lar na residência do citado casal, adiando-se o sonho da criação de um Grupo Espírita.

Ao longo de 10 anos fortaleciam-se em estudos e trabalhos no bem, junto aos referidos grupos espíritas, quando em fevereiro de 1988, retomaram o Grupo de Estudos com novos integrantes, no mesmo local.

Em definitivo, seus corações se abriram em busca de outros corações, a quem pudessem ajudar em suas vicissitudes materiais e espirituais.

E foi na lagoa de Piratininga, em 1988, que os encontraram amorosamente. Eram crianças, mães e avós que aceitaram o convite de uma vez por semana se reunirem para orar e conversar sobre o Evangelho de Jesus, às margens inspiradoras da lagoa e sob à sombra de um pé de jamelão.

Com algumas placas de argila, sentavam ao chão junto às crianças e ensinavam a tocar carinhosamente a mãe terra, transformando-a em potes, flores, animais e fazendo-as refletir sobre Deus, o próximo e a benção da vida; tudo isso recheado com risos, música, lanches e de uma prece agradecida.

As dificuldades ? Eram muitas ! Crianças travessas e os trabalhadores eram bem poucos ! ...

Quando as chuvas chegavam, eram acolhidos na varanda da casa de Dona Doca*.

Eram sementes do trabalho compartilhado que fizera com que uma posse fosse comprada e paredes levantadas, com doações carinhosas, que resultaram na oficialização do Grupo Espírita Paz e Renovação – GEPAR, em 03 de outubro de 1991.

*Dona Doca - Denancy Carvalho Ribeiro, Sra. Evangélica vinculada a Igreja Batista, oriunda de Campos, que orava muito pedindo a Deus que se criasse um ponto de luz próximo de sua casa de modo a beneficiar seus inúmeros filhos e a comunidade. Foi sócia fundadora do GEPAR junto com sua filha Elizabeth Carvalho Ribeiro, que, apesar de ter dificuldade de locomoção (paralisia infantil), foi desde o início evangelizadora infantil, depois médium e mais tarde fundadora e auxiliar da nossa Creche Meimei.

Artigo elaborado por Maria Cristina dos Santos Peixoto

Extraído do Informativo Paz e Renovação - out / 2001

Siga-me
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • Google+ - White Circle
  • Google Places - o círculo branco

Av. Francelino Barcellos, N.333  
Piratininga, Niterói, RJ  24350-057

gepar@gepar.org.br

GEPAR

Grupo Espírita Paz, Amor e Renovação

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon
  • Branco Ícone Google+

+55 (21)  3026-5831

 +55 (21)  3617-0320

+55 (21) 96923-3949 Administração

+55 (21)  3492-9451 Bazar, Cantina, Livraria

© 2017 por Taís Messas. Criado orgulhosamente com Wix.com